"Problemas da adolescência no mundo atual"

 

Muito se debate, se escreve e se questiona sobre o problema de filhos adolescentes, mas pouco se fala sobre situações, envolvimentos e razões dos dissabores causados aos pais pelos mesmos.

  A expectativa dos pais ao se criar um filho é grandiosa se imaginarmos o dia a dia e todos os esforços enveredados para um dia no futuro deparar positivamente com tanto investimento de teor material, afetivo e educacional e mais na frente constatarem que valeu à pena.

Existem filhos que tiveram uma criação mais permissiva, e às vezes os resultados podem não serem tão bons... problemas de comportamento, declínio nos estudos, entre outros. Com isso vem a ausência familiar das relações e a falta de comunicação. Estes neste momento percebem que o filho já está criado e que a reversão de conceitos e costumes podem ser contundentes em suas vidas. E o incomodo sistemático inconstante ao depararem que quase tudo está perdido, com a luz do túnel sinalizando a última esperança diminuindo cada vez mais. Recorrer a quem?  Um bom psicólogo ou voltar atrás modificando os costumes e rotinas de antes? E aí o dilema vai aumentando com o questionamento perguntando, por onde começar para reverter esse quadro? Do outro lado, os filhos cada vez mais dependentes e mais ausentes da família, com computadores e redes sociais ocupando um espaço permanente em todo esse meio.

Aqui um compasso para os pais que acompanham e que compartilham com seus filhos momento de companheirismo com orientações precisas procurando através de exemplos e condutas com diálogos francos mostrando e sentindo um convívio muito sadio e com muitos entendimentos.

Os vínculos, os laços terão que ser cultivados e trabalhados exaustivamente para um plano de vida mais satisfatório e familiar, como diz  Roseli Sayão (colunista da Folha de São Paulo) "a educação é a maior herança que transmitimos aos mais novos mas não funciona  como vacina". Daí a falta de paciência contribui para um armazenamento de incertezas e dúvidas que poderão influenciar na confiança que num crescendo negativamente estariam influenciando nos laços familiares. E esta parceria de saber que podem contar com os pais nas diversas situações são deveras fundamentais.

Se pudesse concluir, falaria que tanto dos pais, quanto dos filhos os projetos de vida são construídos passo à passo e dia à dia, e que cada um corresse  atrás de alicerces sólidos que fatalmente traria resultados positivos nessa busca constante para projetos futuros bem sucedidos.

Dr. Nelson Sabino de Freitas – presidente da APCD  Jardim Paulista

Dicas Gastronômicas

La Casserole

 

Por mais de seis décadas o restaurante La Casserole vem sendo a cara da França em São Paulo. Eu já ofrequento pormais de 20 anos e ele continua primoroso no tratamento aos seus clientes.

O clima deste restaurante é como se você estivesse em Paris esperando um serviço impecável com mesas alinhadas e garçons, metres,Cummins, bar-man, que de uma forma ostensiva formam um pelotão que normalmente você sai de lá fazendo propaganda da qualidade dos procedimentos lá expostos. Isto tudo tendo a frente à proprietária Marrie que sempre vai de mesa em mesa, sorrindo e desejando boas vindas e oferecendo a todos uma recepção de alto nível.

O curioso é que em uma ocasião visitei sua cozinha e lá fui recebido com sorrisos e vi muita competência no seu dinamismo de entrosamento da equipe. Fiz até algumas perguntas e notei o requinte e a agilidade no manuseio e no uso de especiarias que a cozinha francesa exige.

O diferencial é que o cardápio muda, mas certos pratos tradicionais perduram por anos e anos com a mesma qualidade. A exemplo, o Filet auPoivre e também o Risotto Negro com frutos do mar. Meu prato preferido são os pescados ao açafrão, legumes, alho poró e cogumelos pleurote. Querotambém enaltecer a alta qualidade e variedade da adega, com vinhos de boa procedência e mais, servidos de uma maneira impecável.

               Por esses detalhes e outros aqui não enumerados e sem ter estrelas ou indicações do guia Michelin é que faço deste local um dos mais aprazíveis, colocando na minha lista de restaurantes do Brasil e do mundo. Bon appétit! (Le Casserole - Largo do Arouche, 346).

Dr. Nelson Sabino de Freitas – Membro da Diretoria da APCD Jardim Paulista

728x90.gif

Tecnologia e o convívio com ela

 

Um mar de tecnologias avançadas trouxe muitas diferenças no convívio das pessoas, mexendo com seus hábitose maneiras de agir e levantando situações que só alguns anos mais à frente é que poderemos chegar a conclusões devidas. 

Hoje, vejo pessoas sentadas em diferentes lugares públicos, mas sem estabelecerem um diálogo,apenas ficam às voltas com as redes sociais ou alguma forma individual de comunicação. Variações comparativas vêm à tona quando nos deparamos com os hábitos de antigamente e com os maneirismos da atualidade no que se refere à comunicação. Há pessoas que estão on-line o tempo todo, quer andando na rua, passeando nas praças, quer no transporte público ou particular etc., não deixando em nenhum momento de estar interligadas. Esse tipo de comportamento gera discussões às vezes intensas, porque uns não aceitam essa situação e outros não conseguem ficar “off-line”, prejudicando a relação interpessoal. Opiniões controversas e divergentessão discutidas em larga escala, até com embasamento científico.

Pesquisas mostram que, desde 1995, a venda de computadores ultrapassou a venda de televisões. E desde então se envia mais e-mails privados do que correspondências via correio. Tudo isso propicia o recebimento de mensagens contendo códigos maliciosos ou acessos a conteúdos impróprios ou ofensivos, possibilitando o contato com pessoas mal-intencionadas e dando margem à ação de criminosos ou pessoas desvirtuadas que querem entrar na sua vida de forma errônea.

Dilemas e incertezas à parte, fica clara a necessidade de se alcançar equilíbrio no uso das tecnologias com pequenos esforços que, no decorrer do tempo,vão fazer com que todos tenhamuma conduta ideal, já que os entraves e obstáculos do relacionamento desaparecerão, nos livrando de aborrecimentos desnecessários!  

Queira Deus que esse equilíbrio almejado seja preponderante em nossa população, gerando bons resultados no dia a dia, e que possamos saber usar melhor os meios de tecnologia a nosso favor, sem perdermos a qualidade das relações pessoais!  

Dr. Nelson Sabino de Freitas – Membro da Diretoria da APCD Jardim Paulista